Clique sobra a imagem para ouvir o áudio original da entrevista:

Entrevista exclusiva no Programa Mais Caminhos Mostra Como o Spirit Coaching Ajuda no Ponto de Vista Físico, Mental, Emocional e Espiritual

De acordo com a terapeuta Catia Simionato, esses quatro veículos têm que estar minimamente organizados para que a informação sobre a intenção de proposta de vida chegue até eles.

Em tempos de questionamentos sobre carreira, sobre propósito de vida, hoje a gente vai falar sobre um coaching diferente, um treinamento que vai além de olhar para a profissão, de olhar para nossos talentos. É o Spirit Coaching.

A terapeuta Catia Simionato criou esse Coaching para ajudar você a sobreviver nesse mundo de tantas dúvidas.

O que é o Spirit Coaching??

Ele serve para tirar dúvidas a respeito do propósito de vida? Dúvidas em relação ao próprio trabalho? É possível a gente se treinar para entrar em contato com algo mais essencial?


CBN:
O que é o Spirit Coaching? Ele serve para tirar dúvidas a respeito do propósito de vida? Dúvidas em relação ao próprio trabalho? É possível a gente se treinar para entrar em contato com algo mais essencial?

Catia: É completamente possível. O Spirit Coaching vai mostrar sob um ponto de vista espiritual, um ponto de vista que a gente vem a esse planeta, a gente assume uma vida com alguma intenção, uma intenção de melhora não só pra gente mesmo, mas com uma contribuição na comunidade, na sociedade que a gente vive, então essa intenção cai aqui na terra num organismo, um organismo físico, um organismo que precisa de saúde, um organismo que tem sua emoções e seus pensamentos.

CBN: Você acha que essas dúvidas em relação ao propósito de vida podem ter a ver com nossa alimentação, com nosso estilo de vida?

Catia: As dúvidas acontecem porque nosso corpo físico, a nossa saúde, as nossas emoções e pensamentos se tornam tão confusos por conta do estilo de vida, que a informação que a gente devia trazer daquilo que a gente combinou no nível espiritual não chega até nós, por isso a pessoa fica confusa; assim o Spirit Coaching vai ajudar a pessoa desde o ponto de vista físico, que seria fazer uma desintoxicação para que essa informação chegue até no corpo, como do ponto de vista emocional, mental e o espiritual.

A gente entende que a pessoa tem esses quatro veículos: físico, a vitalidade, as emoções e os pensamentos. E esses quatro veículos devem estar minimamente organizados pra que essa informação da intenção do propósito de vida chegue até eles.

CBN: Nessa história da gente se trabalhar, não bastaria fazer meditação sem coaching, qual é a diferença?

Catia: Dentro do coaching a gente trabalha seis aspectos, um deles é a meditação.

➣O primeiro aspecto trata do corpo físico, esse corpo deve está relativamente purificado, a nossa vida atual é muito tóxica, desde o ar que respiramos até a comida que comemos; então o Coaching vai trabalhar essa questão: como fazer para que o corpo físico fique desintoxicado e limpo, para que a pessoa cumpra o seu propósito de vida?

O segundo aspecto é mais energético e ele é tornar-se um supercondutor de energia, porque às vezes a pessoa é até saudável, vai ao médico e não tem nada, os exames estão em ordem, mas ela fala assim: nossa, acordo tão cansada. Por que será? Tem outras coisas aí: tem a questão do sol, a questão de botar o pé no chão, de aprender a respirar; tudo isso faz com que a energia se movimente no corpo da pessoa; às vezes ela até precisa de uma acupuntura, de uma massagem para a energia circular.

➣O terceiro tem a ver com as emoções, ele fala de serviço e caridade, às vezes ficamos tão envolvidos com a nossa própria vida, com nosso próprio umbigo que só vê problema. Esse Coaching vai falar no terceiro aspecto: olha como é que você pode servir a sua comunidade?

Encontrar aquilo que você vai fazer com vontade, com carinho, tem gente que gosta de cuidar de animais, tem gente que gosta simplesmente de olhar pra rua de sua casa e fazer um movimento de limpeza ali. Então esse Coaching vai ajudar a pessoa a encontrar como ela pode servir e fazer caridade ali onde ela está inserida.

➣O quarto aspecto tem a ver com o mental. Como a gente deve alimentar esse grande organismo que é a nossa mente? A gente alimenta com muita porcaria, do mesmo jeito que a gente não tem consciência com o que põe no corpo e come porcarias e besteiras, também comemos porcarias e besteiras com a mente: assistindo qualquer programa na televisão, ouvindo qualquer coisa, tendo conversas que são inúteis.

O organismo mental precisa se alimentar de coisa boa, você precisa assistir um filme de qualidade, um programa de qualidade, lê uma revista ou um livro de qualidade, isso traz uma clareza mental que a pessoa precisa pra encontrar o propósito de vida na terra.

➣O quinto é silêncio, que é a meditação. Silêncio significa meditação, oração, às vezes, música; tem gente que quando canta encontra esse silêncio interno.

➣O sexto é a parte espiritual, que é a pessoa encontrar a graça divina na vida. É um bem estar espiritual, a gente chama de receber a graça, não tem necessariamente haver com religião, tem haver com a pessoa conectar-se com aquilo que ela entende como sagrado.

Muitas vezes a depressão está associada com a falta do sagrado na vida da pessoa. Esse sagrado pode ser o contato com a natureza, tem gente que ver o sagrado ao fazer uma caminhada e observar as árvores, os elementos da natureza; então a graça, o sagrado está ali.

Outras pessoas precisam de uma comunidade religiosa, então a gente ajuda a pessoa encontrar a graça divina numa comunidade ou na natureza ou numa oração que ela faça em casa sozinha.

Dentro do Spirit Coaching damos uma olhada nesses seis aspectos, e vê qual deles precisa ser mais trabalhado, e que necessita muitas vezes de um pequeno processo terapêutico, pra que a pessoa se equilibre, afim de que aquilo que ela combinou pra vida dela, que a sua consciência quis fazer na vida se realize. Dentro disso fazemos um outro trabalho que chama: estudo da própria biografia.

Sobre o estudo da própria biografia:

A Biografia Humana, também chamada de Processo Biográfico, é um sistema terapêutico e de auto conhecimento de fundamentação antroposófica. A Antroposofia ou CIência Espiritual foi desenvolvida por Rudolf Steiner no início do século XX.

A Biografia analisa todo o percurso da vida humana como uma trajetória pautada por leis espirituais, trabalhando elementos do passado, presente e futuro através de períodos de 7 anos denominados setênios. Essas leis são comuns a todos os seres humanos, por exemplo, toda criança anda por volta de 1 ano e fala por volta dos 2 anos. Assim, na sequência da vida, muitos processos se assemelham em todas as biografias, marcadas por acontecimentos que em geral significam necessidades de aprendizado para enfim alcançarmos a liberdade.

Ao observar uma biografia percebe-se seu movimento como uma estrada que sutilmente vai conduzindo a algum lugar. Esse lugar é a percepção de si mesmo como um ser de origem espiritual que tem algo a fazer na Terra, uma missão. A fim de despertar o crescimento e conduzir à verdade dessa missão, a vida é marcada por crises e dores, que na verdade significam possibilidade de transformação.

Ainda que vivenciamos as leis espirituais na nossa biografia, cada ser humano é único e a visão dessa unicidade. A percepção dessa individualidade dentro de leis que marcam a todos pode conduzir a um profundo auto conhecimento e apontar um caminho a ser seguido. Através do entendimento das crises podemos tomar novas atitudes, tomar novos rumos. Trabalhar a própria biografia traz consciência.

O trabalho biográfico pode ser feito de forma individual ou em grupo. Ao retomar sua história através de ciclos de sete em sete anos (setênios) cada pessoa tem uma imagem panorâmica da sua vida, suas crises, seus talentos, as pessoas significativas da sua biografia. Chegando até o momento atual, percebemos nossas questões e podemos estabelecer metas para transformá-las no futuro.

Nos primeiros 21 anos a tarefa é crescer e se desenvolver, trazendo sua potencialidade espiritual ao corpo.

Dos 21 aos 42 anos a tarefa é o auto conhecimento e a aceitação do seu caminho na Terra.

A partir dos 42 anos a tarefa é entregar seu conhecimento ao mundo.

O trabalho biográfico pode acontecer em encontros de uma vez por semana ou intensivamente em um período de 5 dias.

 

Pin It on Pinterest

Share This